sexta-feira, 15 de junho de 2012

Paixão silenciosa



Da fuga das palavras às metáforas
Que acompanham os meus sonhos submersos
Nos enleados pensamentos que afloram
As imagens de um coração tão adverso...

E, assim, bem à surdina, eu confesso
Uma falta de coragem estrondosa
Gritando no silêncio dos meus versos
O som agudo de uma paixão silenciosa...

Ana Rita Dantas de Lira
Poetisa

2 comentários:

  1. Puro e honesto, como um sopro de vera poesia...
    Gostei =)
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Agradeço a leitura sempre carinhosa!
    Abraços!

    ResponderExcluir